Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Arquivo Público recebe colóquio sobre acervo fotográfico de ex-governador
Início do conteúdo da página

Arquivo Público recebe colóquio sobre acervo fotográfico de ex-governador

Publicado: Segunda, 27 de Janeiro de 2020, 14h47 | Última atualização em Segunda, 27 de Janeiro de 2020, 14h47

A importância do acervo fotográfico como documento histórico será o tema do colóquio "Quando fala a imagem", que o Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES) recebe nesta quinta-feira (23), às 16h. A palestra será ministrada pela pesquisadora em fotografia, memória e história oral, Bruna Wandekoken, que abordará os processos e os resultados do seu trabalho junto ao acervo documental do ex-governador do Estado, Francisco Lacerda de Aguiar.

Bruna Wandekoken explica que a atividade, contemplada pelo Edital nº014/2018, da Secretaria da Cultura (Secult), consiste no acondicionamento, higienização e catalogação de, aproximadamente, 600 fotografias cedidas pela família do Dr. Chiquinho, como o ex-governador era comumente conhecido. Após essas ações, que estão em andamento, cópias digitalizadas das imagens serão entregues ao APEES e à Secult e irão compor o acervo das instituições. Elas também serão disponibilizadas online.

De acordo com a pesquisadora, as memórias do ex-governador permitem conhecer um pouco mais sobre o cenário político da época, as décadas de 1950 e 1960, principalmente no que se refere ao período da ditadura civil-militar (1964-1985).

Francisco Lacerda de Aguiar

Francisco Lacerda de Aguiar nasceu na Fazenda do Castelo, em São José do Calçado, em 3 de outubro de 1903. De 1917 a 1920, cursou o Colégio Militar de Barbacena, em Minas Gerais. Em 1926, foi professor de matemática em Guaçuí, cidade onde iniciou sua carreira política. Elegeu-se vereador em 1936 e prefeito em 1944. Em 1950, exerceu o cargo de deputado federal pelo Partido Social Democrático (PSD). No pleito de 1954 se tornou governador do Espírito Santo. No ano de 1962, elegeu-se governador novamente, cargo ao qual renunciou em 1966. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 27 de abril de 1983.

Fonte: jornalfato

registrado em:
Fim do conteúdo da página